domingo, 2 de novembro de 2008

2 de Novembro

Abro a cortina e da minha janela vejo um domingo lindo, ensolarado - um dia tão lindo para amenizar a saudade de tantos corações saudosos, como o meu. Levo meu pensamento a Deus, penso nos meus amados que partiram e vejo-os bem.
Abro a janela e deixo o sol invandir o meu quarto e o dia passa mansamente e não me preocupo em correr atrás dele.
O entardecer se faz lindo e observo com carinho as sombras das minhas amendoeiras onde logo os meus passarinhos estarão abrigados, descansando para começarem a segunda com a corda toda.
Ler é sempre gostoso e deitada então é chamar um soninho que me pega suavemente. Confesso que não gosto de dormir durante o dia, fico enjoada igual criança fazendo birra para acordar e ir para a Escola.
Já se fez noite quando acordo, fecho a janela. Numa moleza daquelas tomo banho, desperto e volto a ler o meu livro O Carrasco do Amor.
Agora tenho que fechar as cortinas, da minha janela vejo a chuva forte que caí e os relâmpagos que tanto me angustiam.
Boa noite!

2 comentários:

sementes diárias disse...

Foi um lindo domingo, com sol e depois relâmpagos e ainda uma dormidinha legal à tarde!É bom observar, ler, descansar e relaxar! um beijo,chica

zelia maria disse...

TAMBEM NÃO CONSIGO dormir durante o dia, mas não tenho medo de trovão nem de raio e os incendios exercem uma atraçao enorme sobre mim, acho lindo o fogo...