quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Chuvas de Janeiro.

Março em Fevereiro
Chuvas de Janeiro   que atravessam o Verão
Basta entardercer as nuvens vem me avisar
Eu preciso me preparar
Fechar as cortinas tapar os ouvidos
Trovoadas e relâmpagos virão me assustar
Tento vencer o medo quero os pingos nas minhas mãos
Mas a luz azulada me deixam sem ação
Saudade de quando eu era criança e isto não me incomoda
Era só muita farra e muita gargalhada.

Este texto foi escrito em Março de um ano qualquer.
Todavia meu desejo é que as chuvas não causem destruição e nem levem o sonho
de milhares de pessoas de viverem com dignidade.
Certamente que o Poder PÚBLICO  e a Sociedade precisam serem aliadas para preservarem a Natureza.
Por favor, gente!

Não joguem nem um papelzinho de bala no chão!


Senhores governantes:


Não permitam que moradias sejam construídas em locais inadequados.

Quem sabe ainda exista tempo para se viver um Verão em PAZ!!

Um comentário:

✿ chica disse...

Lindo grito e indignação justa! beijos,chica